MARçO LILáS 2021: ALERTA PARA PREVENçãO DO CâNCER DE COLO DE úTERO

No mês de combate ao câncer de colo do útero, o Hospital da Mulher, em Salvador, reforça a necessidade de que as mulheres estejam atentas à prevenção do terceiro câncer mais incidente na população feminina.

Março Lilás 2021:  Alerta para prevenção do câncer de colo de útero

No mês de combate ao câncer de colo do útero, o Hospital da Mulher, em Salvador, reforça a necessidade de que as mulheres estejam atentas à prevenção do terceiro câncer mais incidente na população feminina, atrás apenas do câncer de mama e do colorretal, conforme apontam dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA-2020).

Ao longo de todo o mês, através da equipe multidisciplinar e da Comissão de Humanização, as pacientes e colaboradoras da unidade participarão de salas de espera informativas e educativas sobre a doença tema central da campanha Março Lilás.

Por meio do Serviço de Oncologia Clínica (Tratamento com Amor), o Hospital da Mulher oferta tratamento completo para a doença, que representa uma média de 27% dos tratamentos realizados no Serviço, antecedido apenas pelo tratamento para câncer de mama (60%). Desde 2018, mais de 4 mil atendimentos já foram realizados para o tratamento do câncer do colo do útero. “Todas as indicações de cirurgias, das mais simples às mais complexas, além da quimioterapia, são realizadas aqui no Hospital da Mulher”, ressalta o oncologista Dyego Nunes.

O câncer de colo do útero é causado pela replicação desordenada das células que fazem o seu revestimento e pode comprometer até mesmo órgãos distantes. São diversas as causas do câncer do colo do útero, como as externas, a exemplo do estilo de vida levado pela mulher, e também as internas, como hormônios e mutações genéticas. “Geralmente é uma doença que tem uma instalação mais prolongada, então existem lesões pré-cancerígenas, que podem ser detectadas e tratadas de uma forma precoce; mas se não detectadas, com o passar do tempo, podem evoluir para lesões malignas”, explica Dyego.

Como forma de prevenção, o profissional recomenda que o exame preventivo Papanicolau seja feito anualmente, a partir do início da vida sexual. A vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) também é uma opção indicada. Se detectado inicialmente, o tratamento comumente é realizado através de cirurgias simples. Em casos mais avançados, a quimioterapia também pode ser recomendada. Dona Sisnelila dos Santos é uma das pacientes que tratam o câncer do colo do útero no HM. “O Serviço aqui é muito bom. Tenho confiança de que sairei daqui curada”, estimou.

Ascom do Hospital da Mulher

Fonte: www.saude.ba.gov.br/2021/03/02/marco-lilas-hospital-da-mulher-alerta-para-prevencao-do-cancer-de-colo-de-utero/

Comentários